A SOBRAMH realizou um questionário de pesquisa sobre os serviços de medicina hospitalar no Brasil, a fim de reconhecer essa área de atuação no país. Um relatório que visa ser uma fonte de detalhes sobre como os grupos medicina hospitalar são configurados e operados em nível nacional, abrangendo conhecimentos da demografia prática, dos níveis de perfil do profissional, do volume de rotatividade e dos métodos de compensação.

No Brasil, existem cerca de 2,11 médicos por cada 1000 pessoas, taxas semelhantes às de países desenvolvidos, como os EUA. No entanto, na Medicina Hospitalar, o número destes especialistas ainda não é muito claro. O Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre, foi pioneiro na inclusão desse serviço no país. Recentemente, os Serviços de Medicina Hospitalar estão se consolidando no Brasil, mas ainda é um desafio quantificar com precisão as instituições que realizam este serviço de acordo com diretrizes internacionais. O estudo que se segue é uma análise amostral, que demonstra a força deste modelo assistencial e reconhecimento como uma fonte de gestão promissora.

Foi feita uma busca através dos gestores da medicina hospitalar em todo o Brasil, iniciada em outubro de 2016 até setembro de 2017 com o objetivo de adequar o conceito já estabelecido da especialidade internacional ao panorama brasileiro. Os resultados apresentados são significativos para a eficiência administrativa, obtidos com uma melhor gestão dos recursos financeiros disponíveis para a saúde, permitindo a comunicação e a integração da especialidade no país.

Conforme observado, a maioria dos hospitais da pesquisa são da região Sul e Sudeste do Brasil, fato condizente com o início desse modelo assistencial na região Sul do Brasil com expansão ascendente pelo nosso país. Estamos realizando nova pesquisa no ano de 2019-2020 e os serviços que não puderam participar podem ser contemplados nessa nova pesquisa.